Flor do dia - Biri

Inusitada e de fácil cultivo, a espécie de flor biri pode ser cultivada em casa para embelezar o jardim e ainda ser usada na cozinha para substituir o amido de milho na composição de biscoitos, macarrões e pão-de-queijo.
Conhecida no meio científico como Canna edulis, a variedade de origem indiana é bem comum em parques e praças públicas, justamente por não precisar de muitos cuidados de manutenção para se desenvolver. Isso porque ela cresce rapidinho, até mesmo em solos pobres e ambientes sombreados. Contudo, assim como a maioria das plantas, necessita de umidade constante, além de muito espaço, pois pode passar dos dois metros de altura.
Dona de folhas que lembram as das bananeiras e helicônias, a espécie pode apresentar, devido aos muitos cruzamentos, uma grande variedade de cores. Por essa razão, é possível encontrar exemplares beges, vermelhos, amarelos e laranjas, com charmosas pintinhas ou não. Já os seus frutos, muito usados em arranjos como flores de corte, são vermelhos e cheios de espinhos macios.
Além disso, os seus bulbos (de onde saem os brotos da flor) costumam ser usados em diversos países como substituto para o amido de milho em receitas de diversas guloseimas.

Cultivo
Fácil de ter em casa, a variedade Canna edulis pode ser cultivada em vasos, tem crescimento vigoroso e floração prolongada, que se inicia quatro ou cinco meses após o plantio. Para isso, contudo, as hastes secas precisam ser cortadas para apressar nova brotação e floração, assim como as folhas secas.
Bastante resistente, a biri deve ser plantada, preferencialmente, em solos ricos em matéria orgânica, bem drenados e regados com frequência, além de receber a aplicação de adubo químico a 14 dias. No entanto, como tem alto nível de adaptabilidade, pode ser colocada em ambientes ensolarados ou com meia- sombra.

Fonte: Internet

Share on Google Plus

Sobre Dica Certa

A Consciência do dever cumprido, infunde em nossa alma uma doce ALEGRIA.