Aromas no combate ao medo


Óleos essenciais ajudam a descobrir origem de fobias e amenizá-las

O medo é uma sensação que nos remete a um estado de atenção ou alerta e causa receio de fazer algo que possa nos ameaçar. São vários os estímulos que podem nos deixar amedrontados: um inseto indesejável que surge de repente, uma plateia cheia de pessoas nos esperando falar, ou ainda um barulho repentino dentro de casa, por exemplo. Existem vários graus de medo, que podem se transformar em fobias, que passam a comprometer nosso dia a dia, como a síndrome do pânico, tão recorrente nos dias atuais. Nesses casos, muitas vezes se faz necessário acompanhamento médico com uso de medicamentos e psicoterapia.
Costuma ser mais fácil para nós olhar para a nossa saúde física, mas não podemos falar o mesmo da nossa saúde mental, mesmo as duas estando conectadas. No entanto, é importante lembrar o quanto a nossa mente e o nosso espírito interferem e afetam o nosso corpo físico, através das emoções. Existem algumas terapias naturais que podem nos auxiliar a lidar com nossos medos, ou ainda funcionar como complementos no tratamento de casos mais graves que precisam de acompanhamento médico ou psicológico.
A Aromaterapia, que já é tão citada nos meus artigos, pode nos ajudar com nossos medos e inseguranças. Esta terapia natural trabalha com óleos essenciais, que são substâncias voláteis 100% naturais, extraídas de plantas, flores e frutas. Os óleos essenciais têm o objetivo de prover saúde e bem-estar, tanto físico, como emocional.
Veja abaixo os tipos mais recorrentes de medo e descubra quais óleos essenciais podem ajudar você a descobrir a origem de suas fobias, além de aprender a lidar com elas ou amenizá-las.
  • Gerânio: é um óleo que traz coragem para enfrentar desafios, trabalha ousadia e determinação, além de medos em geral.
  • Lavanda: é um óleo que equilibra, acalma, ajuda no pânico, medos e inseguranças.
  • Gerânio + Bergamota: essa sinergia trabalha fobias de um modo geral.
  • Capim Limão ou Lemongrass + Olíbano + Manjerona: essa sinergia ajuda no caso de síndrome do pânico.
  • Cedro + Olíbano: essa sinergia trabalha medos conhecidos, como por exemplo: medo de insetos, de falar em público (nesse caso eu ainda sugiro acrescentar à sinergia o Gerânio e um óleo cítrico, como a Laranja Amarga), de morrer, de ser assaltado, da violência, etc.
  • Mandarina ou Tangerina + Lavanda + Cedro: voltado para quem tem medo de ser feliz, de ter alegria no dia a dia ou da solidão.
Contraindicação: os óleos cítricos como Mandarina, Tangerina e Bergamota são fotossensíveis e podem manchar a pele. Por isso, você não deve se expor ao sol por até 24h após o uso.

Como usar os óleos

Uma forma de utilizar os óleos essenciais e as sinergias citadas acima é no difusor pessoal ou colar aromático. Nesses casos, pingue 1 gota de cada óleo, no caso das sinergias. Se for utilizar apenas um óleo, pingue 2 gotas no algodão e coloque dentro do colar aromático ou difusor pessoal. No colar, não é necessário trocar o algodão todos os dias, a troca pode ser feita a cada dois dias.
E o mais importante: observe a si mesmo, as atitudes, os pensamentos e as emoções que possam surgir com a utilização dos óleos essenciais. Lembrando que para fazer um uso seguro da Aromaterapia e dos óleos essenciais é sempre recomendado o acompanhamento de um aromaterapeuta ou terapeuta especializado e, em casos mais graves, o acompanhamento médico e/ou psicológico.

Solange Lima


Share on Google Plus

Sobre Dica Certa

A Consciência do dever cumprido, infunde em nossa alma uma doce ALEGRIA.