Cromoterapia e Seus Benefícios na Saúde Integral



O uso da cor e da luz com propósitos de equilíbrio da saúde integral é bastante antigo. Os sacerdotes do Egito, da Babilônia e da China antigos usaram a cor ou luzes coloridas. A terapia com a luz solar era uma prática médica comum na Grécia (helioterapia), na China e nas Américas, sendo usada para proporcionar alívio para doenças.

Na década de 1890, o dr. Niels Finsen laureado com o prêmio Nobel, relatou a recuperação de lesões de pele causadas por varíola e sarampo com o uso de tratamentos com luz vermelha e infravermelha. Mesmo hoje não é difícil encontrar a cromoterapia nos protocolos médicos tradicionais, principalmente, no tratamento da icterícia através da Fototerapia (UV).

E o uso de lasers na medicina e na cirurgia tornou-se corriqueiro. Para compreender melhor as variadas aplicações da Cromoterapia, precisamos examinar não só de que modo a luz influência o corpo físico, como também de que maneira ela pode afetar os corpo espirituais e os sistemas de energia sutil que constituem o ser humano multidimensional. Uma das formas mais básicas de luz, a luz solar, é fundamental para a saúde e o bem-estar das pessoas normais.

De fato, a luz é quase um nutriente vital para o nosso corpo. Como somos na verdade "seres de luz" numa variedade de níveis. Recentemente, pesquisadores concluíram que as células emitem luz (bioenergética).

O pesquisador alemão Dr. Fritz Albert Popp, biofísico, ganhador do prêmio Nobel, confirmou que as células emitem "biofótons". Concluiu que as células do nosso corpo comunicam-se usando luz, é plausível que os seres humanos sejam fortemente influenciados tanto pela luz solar como por frequências luminosas de espectro cromático emitidas por lâmpadas coloridas incandescentes, fluorescentes e LEDs usadas na iluminação de residência e locais de trabalho.

As lâmpadas coloridas e outros instrumentos cromoterápicos são utilizados nas sessões ou aplicações de cromoterapia nas mais diversas patologias. Além dos efeitos diretos da luz sobre as células do nosso corpo físico, diferentes frequências e cores de luz podem afetar tanto os nossos sistemas de energia sutil quanto os nossos corpos espirituais. A Cromoterapia é reconhecida pela OMS - Organização Mundial da Saúde, outorgada pelo Ministério da Saúde (MS) e SUS, como uma terapia complementar não invasiva. Na maioria das circunstâncias, a luz-cor tem um maior potencial de produzir benefícios.

Texto: Prof. Oswaldo Galvão Filho




Share on Google Plus

Sobre Dica Certa

A Consciência do dever cumprido, infunde em nossa alma uma doce ALEGRIA.